05 Dicas para deixar o orçamento mais enxuto

Nos dias atuais anda cada vez mais complicado fazermos uma reserva finanaceira, na maioria das vezes comprometemos todo nosso rendimento para, satisfazermos prazes superficiais, seja pra gente ou para nossos queridos.

Sei muito bem como é isso, por isso venho compartilhar algumas dicas que ando praticando por aqui.

1) Liste suas contas

Aqui costumo listar em despesas fixas e opcionais

Fixas: aluguel, água, luz, tv e internet, celular, supermercado e farmácia.

Opcionais: entretenimento, fast food, compras diversas.

Assim já facilita muito!

Em opcionais sempre aparece algum gasto extra que se enquadra nessas que listei, mas procure evitá-lo, veja ele faz parte da lista “opcionais”, ou seja não é necessário.

2) Observe onde está gastando

Depois que fizer a lista observe atentamente os gastos.

Quando colocamos tudo no papel/planilha fica mais fácil analisarmos nossas despesas e descobrirmos do que podemos abrir mão ou diminuir o consumo.

3) Compra do mês

Ao contrário de muitos economistas e por experiência própria sou a favor da compra mensal.

Fizemos uma experiência nesse ano e em um determinado mês eu e mamasita optamos por comprar conforme a necessidade (moramos pertinho de um supermercado bem farto), conclusão gastamos mais do que costumamos gastar na compra mensal.

Ok, cada caso um caso, mas se você é adepta da compra semanal, faça uma experiência e veja se o resultado será positivo ou negativo e venha me contar.

3) Estoque

Eu sou adepta do estocar sempre que puder, isso ficou mais claro pra mim quando aconteceu a paralização dos caminhoneiros, os preços foram parar na estratosfera, mas não sentimos tanto porque tinhamos alguns ítens estocados em casa.

Sempre que faço a compra procuro aproveitar as ofertas e comprar além do que precisamos no mês, muitas vezes no mês seguinte não compramos o item ou compramos apenas uma unidade dele para reposição.

Os americanos tem essa mania de estocar, sendo assim acho bacana seguir esse costume, afinal “antes prevenir do que remediar” e de quebra economizar no mês seguinte.

4) Evite o tal do parcelamento

Seja em cartão de crédito ou “carnê/cheque” (acredite tem muita gente ainda comprando assim) evite esse tipo de compra, mesmo que seja sem juros lembre-se que você não poderá contar com o dinheiro do parcelamento até quitar a dívida, e que não tem como prever o futuro, se terá o dinheiro para pagar essa “parcelinha”.

Compre a vista quando possível, caso contrário antes de “parcelar” pergunte se realmente necessita fazer essa compra.

Quando me dou o poder da decisão de compra geralmente eu não preciso adquirir tal dívida e espero para comprar a vista.

5) Guarde o que sobrar

Muitas pessoas acreditam que precisam gastar até o último centavo, creia eu também pensava assim, hoje seguro o máximo que posso, deixando para o próximo mês um “restinho” isso quando não coloco na poupança, mesmo sabendo que não é a melhor aplicação, mas pelo menos tenho uma reserva.

O poder da decisão de compra

Nada mais é que decidir se vai ou não comprar tal item e isso você consegue respondendo 5 perguntinhas:

1) Eu preciso desse item?

2) O preço é justo? Posso pagar sem me comprometer?

3) É algo urgente ou posso esperar/pesquisar mais?

4) Tenho algo parecido ou que possa reformar?

5) Vou usar quantas vezes?

Respondendo essas perguntinhas com siceridade, sem se enganar tenho certeza que você deixará a compra para a oportunidade certa.

Essas dicas tem me ajudado a enxugar o orçamento e sobrar um dinheirinho, espero que ajude você também.

Fico por aqui.

Gratidão
Ma Moreira
Designer Gráfica, Encadernadora e Crafter

Venha fazer parte do nosso grupo no Facebook e se inscreva no canal.

“A pessoa simples acredita em tudo, mas quem tem juízo está sempre prevenido.” Provérbios 14:15

Photo by Web Hosting on Unsplash

Deixe um comentário